Enem

Como fazer um bom título de redação: veja exemplos nota 1000

Por Mariana Bortoletti   | 

 Tag: Enem

Um título de redação é uma síntese do texto que dá uma amostra do que está por vir. Mas, você sabe como escrever um bom título? 

Neste artigo, nós vamos conversar sobre o que é o título de redação, se ele é obrigatório em vestibulares e no Enem e como você pode construir um título de redação nota 1000. 

Você vai conferir: 

Como funciona a redação do Enem? 
O título é obrigatório na redação do Enem? 
Diferença entre a redação do Enem e do vestibular 
Como criar um bom título de redação com 5 dicas 
Exemplos de título de redações para você se inspirar 
Conclusão

Ganhe uma bolsa de estudos com a sua nota do Enem!

Como funciona a redação do Enem? 

O Exame Nacional do Ensino Médio é uma prova que nasceu nos anos 1990 para avaliar a qualidade do ensino médio.

Desde então, ela se tornou a principal forma de entrada no ensino superior. 

O Enem é dividido em provas objetivas com 180 perguntas cada (45 para cada área do conhecimento) mais uma redação de modelo dissertativo-argumentativo. 

O tema da redação do Enem só é revelado no dia do exame, mas é comum trazer uma questão de cunho social para ser debatida pelos candidatos em seus textos. 

Ela é aplicada no segundo dia de prova e deve respeitar as seguintes características: 

  • Ser escrita no modelo dissertativo-argumentativo;  
  • Ter entre 7 e 30 linhas;  
  • Apresentar desenvolvimento embasado em argumentos concretos;  
  • Respeitar os direitos humanos. 

Como a redação do Enem é corrigida? 

A redação do Enem é corrigida de forma manual por uma banca avaliadora. 

Essa banca é formada por avaliadores qualificados que corrigem a redação utilizando como parâmetro critérios determinados chamados de competências. 

Cada competência avaliada vale 200 pontos. Conheça as competências: 

  1. Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.   
  2. Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.   
  3. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.   
  4. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.   
  5. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.  

Para tirar nota 1000 na redação do Enem, é necessário entender e dominar essas competências e utilizar com maestria as indicações de estrutura da redação. 

A estrutura de uma redação nota 1000 do Enem 

O primeiro ponto de atenção para uma redação nota 1000 no Enem são as características.

Como você viu acima, uma redação do Enem precisa seguir estas indicações: 

  • Ser um texto dissertativo-argumentativo;  
  • Ter entre 7 e 30 linhas;  
  • Respeitar os direitos humanos na intervenção proposta;  
  • Mostrar o domínio que o candidato tem da língua portuguesa;  
  • Ser coerente e coesa na apresentação de ideias;  
  • Demonstrar boa bagagem sociocultural.  

Além disso, para ser uma redação de modelo dissertativo-argumentativo, ela precisa ser estruturada com introdução, desenvolvimento e conclusão. 

Ou seja, você vai apresentar a tese da problemática proposta no primeiro parágrafo, resumindo o problema e o que o envolve. 

Depois, nos dois parágrafos internos, você precisa apresentar os argumentos da sua proposta de intervenção.

E, por fim, no último parágrafo, deve apresentar a solução para o problema e amarrar todos os argumentos. 

O título é obrigatório na redação do Enem? 

Nas edições mais recentes do Enem, o título não tem sido obrigatório. Ou seja, se o candidato não quiser, ele não precisa colocar um título na redação. 

Porém, é preciso sempre ler o edital com atenção porque essa regra pode mudar. Lembramos, também, que o título é considerado como uma linha a mais na redação. 

Isso significa que você pode colocar um título para contextualizar o avaliador, além de garantir uma linha extra de texto.

título de redação - provas do Enem dispostas

Qual é a diferença entre a redação do Enem e a redação de vestibular? 

Existem diferenças e semelhanças entre as redações pedidas no Enem e as redações pedidas no vestibular. Confira: 

Semelhanças 

As principais semelhanças entre as redações do Enem e dos vestibulares é a linguagem utilizada. Ela deve sempre ser a norma culta da língua portuguesa. 

Isso não significa que você deve usar palavras difíceis, mas evitar uma linguagem coloquial, expressões e gírias é o ideal. 

O mínimo de linhas também é uma semelhança. Em média, as redações de ambos os concursos pedem 30 linhas. 

Além disso, existem algumas regrinhas em comum como: evitar fugir do tema proposto, prezar pela objetividade, caprichar na introdução e, sempre que possível, utilizar estatísticas e citações como embasamento para argumentos. 

Diferenças 

Mas assim como existem semelhanças, também existem diferenças. E a principal delas é com a estrutura da redação. 

O Enem pede uma redação em modelo dissertativo-argumentativo, sem obrigatoriedade de título e com tema proposto fechado.

Porém, nos vestibulares isso pode variar. 

Pode ser que um vestibular peça uma redação em formato de carta, dissertação, narração ou texto jornalístico, por exemplo.

Além de muitas terem o título como obrigatório e os temas serem mais abertos e com menos cunho social. 

Também é uma grande diferença a necessidade de proposta de intervenção para o problema. No Enem, apresentar uma solução é fundamental à redação, mas em um  vestibular pode não ser. 

Por último, mas não menos importante, uma diferença essencial é o que será levado em consideração na hora da correção. 

No Enem, como explicamos, a correção da redação é feita a partir de cinco competências.

Já a redação de vestibular pode seguir outros critérios, que estarão disponíveis no edital.  Essa diferença também afeta a forma como o candidato recebe uma nota pela redação. 

Como criar um bom título de redação com 5 dicas 

O título de uma redação serve como um chamariz para quem vai ler.

Ele precisa ser interessante e intrigante, mas também precisa resumir em uma linha sobre o que a redação se trata. 

Por isso, se você optar por dar um título a sua redação do Enem ou precisar dar um título a sua redação do vestibular, confira estas dicas: 

  1. Saia do senso comum: evite usar títulos muito amplos ou que sejam uma cópia em outras palavras do tema da redação. Use a criatividade e faça uma síntese do texto ao criar o seu título. 
  2. Apresente o título de forma correta: normalmente não se usa ponto final em título de redação, a única letra maiúscula que deve aparecer é a inicial e de nomes próprio que eventualmente surgirem no título e caso você não esteja com sobra de espaço na sua folha de redação, não pule uma linha depois do título para começar a introdução. 
  3. Não perca muito tempo: se estiver muito difícil chegar a um título e ele não for obrigatório na edição do Enem que você estiver fazendo, deixe de lado. O importante é conseguir responder todas as questões e passar a redação a limpo. 
  4. Relacione o título com o texto: lembre-se, o título de redação é sempre uma síntese sobre ela. Ele resume o principal assunto que você vai tratar. Então, sempre relacione o título com o assunto tratado, nunca use o título apenas como enfeite. 
  5. Seja curto e objetivo: um bom título de redação é curto e objetivo, entrega as informações que precisa em uma linha.

Os erros mais comuns na hora de fazer um título 

Além de dicas sobre o que fazer ao criar o seu título de redação, existem algumas dicas que podemos ajudar no que você precisa evitar. 

A principal delas é evitar utilizar conceitos ou frases conhecidas como título porque o ideal é ser autoral. 

Além disso, ser irônico ou sarcástico não costuma soar bem aos avaliadores porque pode gerar má impressão sobre o texto em si. 

Exemplos de título de redações nota 1000 para você se inspirar 

Como dissemos acima, o título de redação não é obrigatório no Enem. 

Por isso, nas edições mais recentes da prova é bastante raro encontrar um candidato que usa o espaço da folha de redação para o título. 

Isso, no entanto, não significa que não existam títulos de redação nota mil para usarmos como exemplo. Confira: 

Exemplo 1 

  • Título: O inferno são os outros 
  • Candidata: Bianca Hazt 
  • Enem 2013 – Os efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil 

O título de redação de Bianca faz referência à uma frase do filósofo Sartre e é uma boa síntese de seu texto.

A candidata escreveu sobre como a Lei Seca foi pensada devido à falta de responsabilidade de uma pessoa sobre onde começam e terminam suas liberdades.  

Leia a redação completa aqui. 

Exemplo 2 

  • Título: O verdadeiro preço de um brinquedo 
  • Candidato: Carlos Eduardo Lopes Marciano 
  • Enem 2014 – Publicidade infantil em questão no Brasil 

Na redação de Carlos, o candidato utiliza o aspecto de convencimento e persuasão da publicidade e propaganda para demonstrar como um anúncio direcionado para as crianças pode ter muito mais impacto do que apenas mostrar um novo brinquedo.

E o título de redação que ele escolheu utilizar brinca perfeitamente com essa ideia. Leia a redação completa aqui. 

Exemplo 3 

  • Título: Orgulho Machadiano 
  • Candidata: Larissa Cristine Ferreira 
  • Enem 2016 – Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil 

Em sua redação, a candidata utilizou a obra Brás Cubas, de Machado de Assis, para trazer uma discussão sobre o preconceito que passa de geração para geração no nosso país.

Larissa não trouxe o texto como metáfora, mas como um comentário que casou bem com sua proposta.  Leia a redação completa aqui. 

Conclusão 

Esperamos que, ao chegar ao final deste conteúdo, a questão do título de redação tenha ficado mais clara para você. 

Como vimos, o título de redação não é obrigatório no Enem, mas pode ser para outros concursos vestibulares. 

Portanto, o ideal é que você tenha em mente as melhores maneiras de criar um título que cause uma boa impressão, curiosidade da banca avaliadora e que seja uma síntese competente do seu texto. 

Se você quiser explorar um pouco mais o tema, confira os artigos abaixo: