ENEM

Quantos pontos preciso para passar no ENEM?

By EAD UNIPAM   |    | 8 min de leitura
Saiba mais
Saiba mais

 Tag: ENEM

Se você está terminando ou já terminou o ensino médio e está pensando em entrar na faculdade, provavelmente sabe que precisa fazer o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Essa prova hoje é utilizada para entrar em várias universidades e por isso, sempre surge a dúvida: quantos pontos precisa fazer para passar no ENEM?

Bom, antes de mais nada é importante você saber que não há como “passar no ENEM”, pois esta é uma prova avaliativa e não classificatória. O que determina se você entra ou não em uma universidade é a exigência e concorrência da própria instituição.

Outra questão é que, apenas fazer o ENEM não garante uma vaga nessas universidades. Os participantes só se tornam candidatos após a divulgação do boletim do Enem e a sua devida inscrição nos programas ofertados. O resultado individual do Enem habilita a concorrência a uma vaga nas instituições que definiram a pontuação no exame como critério de entrada.

Quer saber mais sobre pontuação, como se preparar para a prova do ENEM e como passar no ENEM? Fizemos esse post dedicado a tirar todas as dúvidas sobre a prova. Então continua lendo aqui para ficar bem informado!

 

Ninguém passa no ENEM

Muita gente não sabe, mas o ENEM existe desde 1998. Ele foi criado com o objetivo avaliar o desempenho dos estudantes de escolas públicas e particulares do Ensino Médio de todo o país e, assim, servir como dados para melhoria da educação.

 

Foi só em 2009 que o exame ganhou outra finalidade: se renovou para virar uma avaliação que seleciona estudantes de todo o país para vagas em universidades. A função foi unificar e facilitar a entrada dos estudantes nas instituições federais de ensino superior, aliando também os programas do Governo Federal, como o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Prouni (Programa Universidade para Todos) e Fies (Financiamento Estudantil).

Assim, o ENEM é uma prova criada com o intuito de medir conhecimento, e não uma prova de classificação. Dessa forma, não é possível passar no ENEM, sendo ele apenas um meio para alcançar a vaga na universidade escolhida.

A pontuação necessária para passar no curso escolhido por você vai depender do curso e da instituição. Geralmente, as instituições e graduações mais concorridos são as que possuem a nota de corte mais alta.

Por exemplo, para participar do Prouni e do Fies, o candidato precisa ter uma pontuação mínima do Enem de 450 e não ter zerado a redação. Porém, cada instituição participante estabelece regras próprias de seleção e pré-requisitos para a efetivação da matrícula. É de inteira responsabilidade do inscrito checar essas informações.

Se de um lado o Enem democratizou e ampliou as chances de se conquistar uma vaga no ensino superior, com a realização de um único exame, de outro, a disputa tornou-se mais acirrada. A concorrência nas universidades aumentou bastante. Isso porque muitas universidades públicas brasileiras abriram mão dos vestibulares tradicionais e adotaram a pontuação do Enem para a admissão de novos alunos.

Além das universidades públicas, muitas universidades privadas também começaram a utilizar o ENEM como processo seletivo na hora de ofertar as vagas aos alunos. Dessa forma, o exame se popularizou imensamente, facilitando o ingresso nas universidade e o processo de inscrição.

Dessa forma, você não deve se preparar para passar no ENEM, pois a prova sozinha não aprova nem reprova. Você deve se preparar para passar no curso e na instituição que você desejar, levando em conta todas as habilidades específicas necessárias na hora de estudar para a prova.

Por isso, muito mais do que estudar para a prova, é ideal que você busque informações sobre o seu curso, todas as matérias mais cobradas por ele e quão concorrido é o curso e a instituição que você pretende ingressar.

 

Isso garante que você se prepare de acordo com os seus objetivos, e consiga se preparar para todos os obstáculos, ingressando no curso que mais deseja!

alissa-de-leva-bZ_RkRKE0Po-unsplash 

Como saber quantos pontos você precisa

Para saber quando pontos você precisa no ENEM, antes de qualquer coisa é necessário ter em mente que existem dois tipos de nota. Uma delas é a nota mínima exigida para se inscrever nos programas e ter o direito de concorrer a uma vaga. A outra é a nota necessária para ser aprovado.

Cada processo seletivo informa a nota mínima para se candidatar antes do período de inscrição. Já a nota para aprovação só é divulgada depois que todos já se inscreveram. Isso acontece porque quanto mais alunos se inscreverem em um curso, maior a nota daquele curso será, pois é um método baseado na concorrência.

O número de vagas, na maioria das vezes, já são previamente estabelecidos. Dessa forma, quanto mais pessoas se inscrevem, mais a nota sobe para selecionar apenas o número de alunos que corresponde ao número de vagas.

A pontuação mínima sempre varia de um curso para outro e de uma universidade para outra por conta dessa concorrência. Algumas não determinam nota mínima para se candidatar, já outras estabelecem inclusive pesos diferentes para cada uma das provas, algo que deve ser pesquisado por você antes de se inscrever, visando aumentar suas chances.

Sendo assim, de acordo com as matérias que você foi melhor, você poderá saber qual curso e qual instituição terá mais chances de passar!

Alguns cursos, por serem mais concorridos, possuem altas notas de corte. Os cursos de Medicina, Direito e Engenharia são alguns exemplos. Geralmente, é preciso ter entre 700 e 800 pontos para conseguir uma vaga nesses cursos.

Porém, uma nota próxima a 600 pontos é considerada boa e garante vaga em diversos cursos. Em cursos menos concorridos, uma nota acima de 450 já pode ser o suficiente. Por isso é tão importante pesquisar a concorrência dos cursos que você deseja, dessa forma será possível estimar quantos pontos é preciso para passar com o ENEM no curso desejado.New call-to-action

 

Como entrar na faculdade com o ENEM

O ENEM tem sido a porta de entrada de milhares de brasileiros nas universidades todos os anos. A praticidade de unificar o processo de seleção em apenas um exame tem atraído cada vez mais faculdades públicas e privadas do país todo. E para participar dessa seleção, é muito simples:

Enem como vestibular

Nos últimos anos, com a adoção do exame como processo seletivo, as instituições passaram a utilizar a nota do ENEM em substituição ao vestibular. Dessa forma, se o candidato consegue alcançar uma nota no Enem considerada boa, seu ingresso já está praticamente garantido – fica dependendo somente da disponibilidade de vagas e das notas dos outros candidatos.

Por isso, para utilizar o ENEM como vestibular, sempre fique atento à concorrência do seu curso e da instituição e utilize o portal do SISU para fazer sua inscrição. Esse processo pode ser bem fácil e simplificado se você tiver se preparado para a prova com todas as informações necessárias.

Utilizar o Enem no SISU

Entre as modalidades de entrada na educação superior, a inscrição no Sisu requer atenção especial. O candidato precisa adequar a sua pontuação do Enem com a nota de corte indicada para cada curso. É possível se candidatar em até dois cursos diferentes na mesma universidade ou no mesmo curso ofertado por instituições diferentes.

O cálculo da nota de corte segue critérios estabelecidos pelas próprias universidades, que podem atribuir pesos distintos a determinadas áreas do conhecimento, dependendo do curso que você escolher. Também pode haver a concessão de bônus, que inclui a atenção à Lei de Cotas e o atendimento de estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas ou com bolsa integral em instituições privadas.

Na medida em que as inscrições vão sendo feitas, a nota de corte vai sendo atualizada. Por isso, é fundamental que o candidato confira as variações, diariamente, reavaliando as suas opções, até o encerramento do prazo de inscrição. Entre os cursos mais concorridos do Sisu estão o de Medicina, com nota corte média de 795 pontos, e o de Direito, com média de 739,5. É possível consultar as notas de corte e realizar simulações pela internet.

 

E ainda aqueles que não forem selecionados para qualquer das opções indicadas no Sisu, podem participar de uma lista de espera. A entrada de novos alunos tanto no Sisu quanto no Prouni e no Fies é semestral. Agora, é com você! Continue acompanhando nossas postagens e assine nosso newsletter para saber mais sobre processos seletivos, carreiras e oportunidades!

anotacao cafe

Nota do ENEM e Prouni

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que oferece bolsas de estudos integrais e parciais em instituições particulares de ensino superior. Porém, para conseguir uma bolsa parcial ou integral pelo ProUni, o aluno deve obrigatoriamente seguir os requisitos necessários. Dessa forma, podem participar do programa:

  • estudantes que tenham cursado todo o ensino médio na rede pública, ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola;
  • estudantes com deficiência;
  • professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda;
  • ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio para as bolsas integrais. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Somente poderá se inscrever no Prouni o estudante brasileiro que não possua diploma de curso superior, que tenha participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de média das notas. Além disso, o estudante não pode ter tirado zero na redação.

 

Nota do ENEM para financiamento estudantil

O FIES é um programa do governo federal que permite financiar até 100% do curso escolhido e que também utiliza as notas do ENEM como um dos critérios de seleção.

O programa financia entre 50% e 100% da mensalidade dos estudantes que fizeram o Enem, mas para ter direito, o aluno deve também atender às exigências do Ministério da Educação.

Se você deseja usar o Enem para financiar seu curso, terá que comprovar a participação no exame a partir de 2010. Caso tenha feito a prova em mais de um ano, escolha o seu melhor desempenho. O candidato precisa ter média de 450 pontos nas provas do Enem e nota acima de zero na redação do exame.

Além da participação no Enem, o candidato deve atender aos critérios de renda para participar, assim como no caso do ProUni. O Fies a Juros Zero é para quem tem renda máxima de três salários mínimos, enquanto a renda máxima é de cinco salários mínimos.

O MEC abre as inscrições duas vezes ao ano, geralmente em fevereiro e julho. O cadastro é aberto após as divulgações dos resultados do Enem e do ProUni, nesta ordem.

Como o Enem também é requisito para concessão de bolsas de estudos (50% ou 100%) no ProUni, bolsistas que conseguiram bolsas parciais também podem conseguir o financiamento do restante do curso pelo Fies. Uma facilidade a mais para quem deseja estudar!

 

Pontuação do ENEM para bolsa de estudos

A pontuação do ENEM pode te ajudar a conseguir bolsas pelos programas do governo federal, como o ProUni. É uma facilidade a mais para quem quer cursar o ensino superior no Brasil, mas não tem condições de pagar uma faculdade particular.

Além do ProUni, as universidades privadas também possuem sistemas de distribuição de bolsas utilizando a nota do ENEM. Geralmente são bolsas sociais, e cada instituição tem os seus próprios requisitos para a oferta dessas bolsas.

Por isso, assim como é importante se informar antes de fazer a prova do ENEM, também é importante se informar depois. Ao se cadastrar no SiSu e no ProUni, veja se as instituições particulares próximas de você também oferecem bolsas de estudo.

Assim você tem mais chances de concorrer a essas bolsas e se mantém informado sobre os estudos e as universidades, podendo até mesmo indicar para alguém que precise.

Uma dica importante é que é possível se inscrever em mais de um programa ao mesmo tempo. Porém, o candidato só pode usufruir de um deles! Uma pessoa pode ter uma pontuação do Enem suficiente para concorrer à vaga de determinado curso, pelo Sisu, mas não o bastante para disputar a de outra.

 

Por exemplo, um participante que gosta da área da saúde pode se inscrever no Sisu e concorrer a um vaga no curso de Enfermagem. Simultaneamente, pode participar do Prouni e tentar uma bolsa em Medicina. Dependendo da pontuação do Enem, essa pessoa pode ser selecionada em ambos. Aí sim, será preciso optar por um dos programas.

Quer saber sobre a sua nota do ENEM e como conseguir uma bolsa com ela? Com a ferramenta do Centro Universitário de Patos De Minas (UNIPAM), você pode calcular a sua nota e já saber qual a bolsa que você pode conseguir para estudar na UNIPAM! Acesse agora e calcule!

 

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action
cursos empreendedorismo

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT