Cursos de graduação EAD

Como é fazer Engenharia de Produção EAD?

Por Redação   | 

 Tag: Cursos de graduação EAD

Quando falamos do vasto campo das engenharias, é provável que surjam mais dúvidas sobre uma em especial: a Engenharia de Produção. Conhecido como um otimizador de processos, o profissional dessa área trabalha em prol do aperfeiçoamento das cadeias de produção, por meio de atividades financeiras, logísticas e comerciais dentro de uma empresa.

Sendo assim, você sabe o que é estudado durante o curso de Engenharia de Produção EAD?

Além das disciplinas de exatas, como Matemática, Física e Química, o aluno que ingressa nessa área também verá, ao longo do curso, conteúdos voltados para as ciências sociais – e ainda Administração e Economia.

Mas afinal, o que faz o engenheiro de produção? Quais as disciplinas aprendidas durante o curso de Engenharia de Produção EAD? Como é o mercado de trabalho para esse profissional? Essas e várias outras dúvidas serão tratadas neste texto. Vamos lá?

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O curso de Engenharia de Produção EAD

O curso de Engenharia de Produção EAD foi desenvolvido para quem sonha trabalhar na área, mas precisa conciliar outras responsabilidades do dia a dia. A graduação tem duração de cinco anos e mescla aulas online e presenciais. Isso significa que o aluno terá mais flexibilidade para estudar de onde e quando quiser, sem abrir mão das atividades práticas aplicadas no campus.

Há diversas maneiras de ingressar em um curso a distância, você conhece todas elas? O método de ingresso para o curso de Engenharia de Produção EAD da Unipam, por exemplo, é por meio do vestibular online: você escolhe a melhor data e o melhor horário para realizar sua prova.

Há também outras formas de entrar numa faculdade: utilizando a nota do Enem, ou até mesmo por meio da análise do histórico escolar. Cada instituição adota seus próprios critérios, por isso vale a pena entrar em contato com a faculdade pretendida e explicar a sua situação. O processo costuma ser prático e flexível para todas as realidades.

Já as disciplinas que fazem parte do curso de Engenharia de Produção EAD geralmente abordam as mais diversas áreas do setor produtivo, desde a indústria de base até o mercado financeiro. O profissional que trabalha nessa área também necessita entender a realidade da empresa em que trabalha e seu público alvo, por isso é comum estudar temas sociais e relacionados ao Marketing.

A grade curricular regulamentada pelo MEC apresenta conteúdos como:

  • Física e Cálculo;
  • Ciência e Tecnologia dos Materiais;
  • Administração e Contabilidade;
  • Processos de Fabricação;
  • Desenho Técnico;
  • Higiene e Segurança do Trabalho;
  • Desenvolvimento de Produtos;
  • Logística dos Transportes;
  • Controle de Qualidade e Inspeção;
  • Métodos Organizacionais;
  • Marketing Industrial;

estudante ead 2

Como funcionam as aulas a distância e presencial

Há três formas de faculdade para quem almeja o ingresso no ensino superior, são elas: presencial, semipresencial e EAD. O curso de Engenharia de Produção é ofertado na modalidade semipresencial.

Isso significa que a maioria dos conteúdos ficam disponíveis em uma plataforma online, que pode ser acessada 24 horas por dia, de onde e quando o aluno quiser. Também, há os momentos presenciais, com aulas práticas e com o professor.

Nas melhores universidades EAD, as aulas a distância são ministradas pelos mesmos professores que você encontrará no campus da faculdade. No ambiente digital são disponibilizados vídeos, atividades, textos extracurriculares, sugestões de livros e vários outros materiais.

Além disso, os alunos podem tirar dúvidas com os tutores – professores exclusivos do ambiente online – e participar de fóruns de discussões com os demais colegas de turma. Dessa forma, o aprendizado se torna mais dinâmico e participativo mesmo no meio digital.

Já os encontros presenciais acontecem com o objetivo de aprofundar o conhecimento adquirido online, além de fomentar o aprendizado prático por meio de atividades nos laboratórios e nas bibliotecas de cada instituição.

O aluno pode aproveitar esse momento para complementar o que aprendeu de maneira online e aplicar a prática em uma estrutura completa disponibilizada pela faculdade. Você estuda o conteúdo teórico em casa e ainda usufrui de uma experiência universitária completa, não é ótimo?

Áreas de atuação para o engenheiro de produção

Mas afinal, o que faz e onde atua o engenheiro de produção? Esse profissional é responsável por administrar a estrutura interna das organizações, desde o planejamento das finanças até a verificação de qualidade do processo produtivo.

A profissão exige responsabilidade, porque trabalha diretamente no esqueleto das empresas, em áreas determinantes para influenciar o resultado final entregue pela organização. Por isso, a Engenharia de Produção é considerada um amplo campo de oportunidades.

Uma das funções mais importantes para o engenheiro de produção é analisar o processo organizacional interno de uma empresa. É ele quem determinará quais os melhores passos a serem tomados para alavancar a organização. Por exemplo, a quantidade de funcionários necessários para realizar o trabalho, a maneira como os recursos serão administrados e até mesmo apontar soluções para que o dinheiro seja gasto de maneira consciente e econômica.

Segundo dados da Associação Brasileira de Engenharia de Produção (Abepro), o trabalho do engenheiro de produção se divide em pelo menos 10 áreas de atuação. Confira a seguir um resumo de cada uma delas

  • Engenharia de Operações e Processos da Produção: planejamento de projetos, controle da produção, programação e melhorias para os sistemas de criação dos produtos – sejam bens de consumo, sejam serviços;
  • Logística: gestão da cadeia de suprimentos, transporte dos materiais, prazos de entrega, redução de custos, garantia de disponibilidade etc.;
  • Pesquisa Operacional: tomada de decisões, resolução de problemas, programação matemática e aplicação de métodos e conceitos para a equipe;
  • Engenharia de Qualidade: controle e gestão da qualidade de todo o processo que envolve a produção;
  • Engenharia do Produto: projeto e desenvolvimento de novos produtos, desde a sua concepção até o lançamento no mercado;
  • Engenharia Organizacional: relacionada à gestão das organizações, que engloba a estrutura interna de uma empresa, desde as estratégias adotadas pela produção até a gestão dos funcionários e a avaliação de desempenho organizacional;
  • Engenharia Econômica: avaliação dos resultados econômicos da empresa e busca por alternativas que visem a redução dos gastos – sem influenciar na qualidade final – ao implementar novas estratégias;
  • Engenharia do Trabalho: implementação de estratégias que contribuam para o melhor desempenho de todo o quadro organizacional, desde funcionários até gestores e líderes;
  • Engenharia da Sustentabilidade: utilização eficiente dos recursos naturais diversos, gestão ambiental e busca por alternativas mais limpas e sustentáveis para a produção;
  • Educação em Engenharia de Produção: também chamada de Engenharia Pedagógica, é o campo de atuação destinado a quem tem interesse em lecionar sobre a área.

Como podemos ver, a Engenharia de Produção é um campo vasto e abrangente para quem quer trabalhar em indústrias, no setor financeiro, com serviços essenciais e até mesmo em órgãos públicos.

Mercado de trabalho para o bacharel em Engenharia de Produção EAD

Com tantos campos disponíveis para exercer a profissão, o mercado de trabalho para o profissional de Engenharia de Produção traz muitas oportunidades de empregos.

Uma grande vantagem para quem se especializa na área é que o serviço do engenheiro de produção é requisitado mesmo em épocas de crise, afinal é ele quem assumirá as rédeas e apresentará soluções para o enfrentamento desses problemas. Reduzir custos, repensar estratégias e/ou reinventar uma marca são funções primordiais para a indústria de bens de consumo.

O Sul e o Sudeste do Brasil concentram hoje o maior número de vagas para esse profissional, devido à forte produção agrícola e industrial que essas regiões acumulam. Outras áreas que também têm oportunidades aquecidas para a geração de empregos é o setor de produção de bens de consumo e o de logística.

Há ainda diversas fábricas instaladas na região Nordeste do Brasil, mais precisamente no Ceará e em Pernambuco, voltadas para a indústria de cosméticos e de beleza. Outra região que merece destaque é a Centro-Oeste e o interior paulista, com forte influência da agroindústria. Todos esses setores necessitam de profissionais da Engenharia de Produção.

engenheiro3

Salário do engenheiro de produção

A Engenharia de Produção é hoje uma das profissões que pagam os melhores salários no Brasil. Segundo um levantamento feito pelo DataFolha na região metropolitana da cidade de São Paulo, um coordenador de projetos de sistemas ganha em torno de R$ 10 mil. Já um gerente de controle de qualidade cerca de R$ 12 mil.

Diversos outros cargos podem ser ocupados por um engenheiro de produção, com ganhos bastante interessantes. Segundo dados do site Salário, o profissional dessa área ganha em média R$ 8.341,37 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais.

Os valores são ótimos até mesmo para quem está em busca de um estágio! Segundo pesquisa realizada pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), um estagiário de Engenharia de Produção recebe em torno de R$ 1.288 para estagiar em empresas privadas. Ou seja, mesmo o primeiro contato com um emprego na área já se torna uma excelente oportunidade no mercado.

A opinião de quem escolheu a profissão

Se você pesquisar opiniões de quem obteve sucesso ao escolher o curso de Engenharia de Produção, não faltarão relatos de pessoas felizes com os frutos que a profissão lhes rendeu. É o caso de Jéssica Dias, formada em Engenharia de Produção e apaixonada por melhorias de processos e tecnologia. Hoje, além de exercer a profissão com êxito, é também colunista do Engenharia 360, um dos maiores portais sobre engenharia do Brasil.

A jovem relatou, em texto publicado no site, os motivos que a fizeram escolher a graduação em Engenharia de Produção:

A graduação que, na minha opinião, reunia a maioria das características que eu procurava estava na Engenharia de Produção: eu poderia atuar em áreas diferentes, como Financeira, Gerência de Projetos, chão de fábrica e manufatura, Logística, consultoria, tecnologia etc; o curso oferecia disciplinas de gestão estratégica, organização industrial, operações e serviços, empreendedorismo, o que na minha concepção poderia ser importante ao tentar abrir meu próprio negócio; além disso, era um trabalho que poderia melhorar os processos dentro da organização.”

Onde estudar Engenharia de Produção EAD

A gama de universidades que oferecem o curso de Engenharia de Produção EAD é bastante abrangente. O aluno que deseja ingressar no ensino superior e conquistar o tão sonhado diploma para exercer a profissão, deve se atentar a alguns critérios na hora de escolher a melhor instituição.

Comece fazendo uma pesquisa sobre as instituições de ensino próximas da sua residência, independentemente do curso escolhido ser presencial ou EAD. Afinal, ao optar por uma faculdade que tenha um polo localizado próximo de casa, fica mais fácil para se deslocar até o campus quando for necessário – no caso de realizar provas, participar de eventos e fazer networking por exemplo.

Outra dica importante é analisar a reputação da universidade pretendida. O melhor EAD de Engenharia de Produção deve oferecer ao aluno uma metodologia de ensino ativa, que contribua para o desenvolvimento acadêmico e profissional durante toda a graduação. Essas são algumas perguntas que você deve ter em mente ao pesquisar sobre a faculdade:

  • A instituição é reconhecida pelo MEC?
  • Há quantos anos ela está no mercado?
  • Qual a metodologia adotada pelo corpo docente?
  • A plataforma digital é acessível?
  • Você tem flexibilidade para agendar sua prova do vestibular online?
  • Quais as formas de ingresso?

 

As vantagens da graduação EAD

Muito se fala no crescimento da modalidade EAD em nosso país. E não é à toa: a faculdade a distância é hoje uma das melhores opções de formação para quem precisa conciliar os estudos e a carreira profissional. Afinal, o aluno tem mais liberdade para planejar seu cronograma de estudos sem abrir mão de outras responsabilidades do dia a dia. Mas não pense que essa autonomia torna sua graduação mais fácil: é preciso muita disciplina para estudar de casa ou de onde quer que seja.

Essas são algumas das vantagens que você encontrará no curso de Engenharia de Produção EAD:

  • Maior flexibilidade de horários;
  • Custo-benefício que cabe no bolso;
  • Autonomia para criar sua planilha de estudos;
  • Tutores exclusivos para tirar suas dúvidas no ambiente online;
  • Diploma com o mesmo reconhecimento do curso presencial;
  • Menos gastos com deslocamentos até o campus.

4 engenheiros de produção famosos para você se inspirar

Quer um empurrão que vai te ajudar ainda mais a decidir pela graduação de Engenharia de Produção? Pesquisar alguns players de sucesso na área almejada é uma excelente dica para planejar sua jornada profissional. Separamos alguns nomes que se destacaram no mercado e que valem a pena serem estudados mais a fundo:

  • Mike Duke: ex-CEO do Wal-Mart de 2009 a 2013, o americano trabalhou como Diretor Internacional de Lojas e na área de distribuição da multinacional;
  • Roberto Egydio Setubal: ex-presidente do Itaú, o banqueiro e hoje filantropo já ganhou duas vezes o prêmio de melhor executivo do Brasil;
  • Edward Whitacre Jr: ex-CEO da General Motors e ex-chefe de operações na AT&T, a gigante companhia de telecomunicações americana;
  • Pedro Passos: o cofundador da Natura ajudou a transformar uma pequena indústria de cosméticos no interior de São Paulo na maior fabricante de produtos de beleza do Brasil.

Ao cursar Engenharia de Produção EAD, você encontrará pela frente uma carreira abrangente, dinâmica e cheia de oportunidades. A graduação nessa área forma profissionais capacitados para trabalhar em diferentes realidades da nossa sociedade, desde pequenas empresas até grandes conglomerados.

O ramo da produção diversifica seu trabalho por diferentes áreas da engenharia, mas ainda assim há nela um pilar muito importante: a produção enxuta. O engenheiro de produção trabalha para obter o máximo da produtividade sem gastar em abundância. Você aprenderá de forma prática como funciona o conceito de economia sustentável, podendo assim transformar o meio em que vive.

E aí, está convencido de que esse é o melhor curso para a sua graduação? Então aproveite para fazer a sua inscrição agora mesmo! Conheça o curso de Engenharia de Produção EAD da Unipam.

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.