O mercado de trabalho muda constantemente.

Você já imaginou quantas profissões já foram extintas? Telefonista, Datilógrafos, Lanterninha de Cinema e Acendedor de poste e tantos outros ofícios já não tem espaço no nosso cotidiano.

A tecnologia trouxe muitas facilidades e, ao mesmo tempo, novas demandas, como é o caso do social media, responsável por fazer o planejamento de redes sociais.

Quer se preparar para o futuro? Neste artigo, vamos apresentar uma lista com 20 profissões que vão ser tendência nos próximos anos, conforme o relatório do Fórum Econômico Mundial.

  1. Analista de dados e cientista de dados: trabalha com a coleta e processamento de dados, fazendo análises e relatórios que podem ajudar nas tomadas de decisões dos gestores;
  2. Especialista de Machine Learning e Inteligência Artificial: desenvolve tecnologias que possibilitam com que os computadores consigam aprender de modo a detectar padrões e adaptar suas instruções com os conhecimentos adquiridos;
  3. Especialista em Big Data: trabalha com o processamento e análise de um grande volume de dados, que podem ajudar nas decisões estratégicas das empresas;
  4. Especialista em Marketing Digital: é um profissional que traça a direção das campanhas de marketing no meio on-line, com o objetivo de atingir os objetivos e metas estabelecidos pela direção das empresas;
  5. Especialista em processos de automação: atua gerenciando e analisando a implementação de automação em diversos processos dentro da empresa.
  6. Profissional de desenvolvimento de negócios: responsável por impulsionar o crescimento de uma empresa, encontrando novas oportunidades e potenciais clientes;
  7. Especialista em transformação digital: trabalha mapeando os processos da empresa e encontrando oportunidades de conversão, transformação e otimização desses processos através de tecnologias digitais;
  8. Analista de segurança da informação: responsável por colocar em prática as diretrizes estabelecidas pela gerência relativas à segurança da informação, como antivírus, prevenção a ciberataques, etc;
  9. Desenvolvedor de software e aplicativos: é um profissional que domina uma ou mais linguagens de programação e, com isso, desenvolve ferramentas para atender necessidades específicas de uma empresa;
  10. Especialista em Internet das Coisas: atua implementando e gerenciando o fluxo de informações entre os diversos objetos que geram esses dados (geladeiras, carros, assistentes virtuais, etc), entregando esses dados de forma que possam ser utilizados para melhorar os serviços e produtos;
  11. Gerentes de projeto: atuam estabelecendo os objetivos dos projetos e as formas de monitoramento dos resultados, além de ser responsável pela análise deles e, com isso, implementar melhorias;
  12. Gerente de negócios e serviços: é responsável por coordenar a operação da empresa, garantindo que as atividades ocorram de forma eficiente;
  13. Profissionais redes e de banco de dados: é o profissional responsável por dar suporte e assegurar o funcionamento de infraestrutura tecnológica, como redes e bancos de dados. 
  14. Engenheiros de robótica: são profissionais responsáveis por projetar e prestar manutenção de robôs, sejam eles robôs convencionais ou dotados de inteligência artificial ou aprendizado de máquina;
  15. Consultor estratégico: pode atuar fornecendo seu conhecimento em estratégia de negócios para outras empresas que buscam desenvolver ou implementar sua própria estratégia. Geralmente, é um profissional prestador de serviços, contratado para oferecer uma consultoria pontual, não sendo funcionário da empresa que o contrata;
  16. Analista de gerenciamento e organização: é um profissional que atua analisando a estrutura organizacional da empresa, buscando estudar e otimizar seus processos e a alocação das equipes;
  17. Engenheiro de Fintech: é um profissional responsável por gerir e acompanhar o funcionamento da infraestrutura tecnológica (banco de dados, redes, plataforma, aplicativos) nas fintechs, que são startups do mercado financeiro.
  18. Mecânico e reparador de maquinário: atua realizando consertos em máquinas e fazendo manutenção preventiva;
  19. Especialista em desenvolvimento organizacional: trabalha buscando aprimorar a performance dos departamentos das empresas e consolidar a cultura empresarial da companhia;
  20. Especialista em Gerenciamento de Risco: é um profissional que busca identificar possíveis riscos que possam reduzir o caixa da empresa, identificar oportunidades que possam maximizar os lucros e estabelecer iniciativas que possam mitigar os riscos, tornando mais segura a operação financeira da empresa.

O que é o Fórum Econômico Mundial?

O Fórum Econômico Mundial é um evento que ocorre em Genebra, na Suíça.

Esse evento acontece uma vez por ano, geralmente, no mês de janeiro. Seu objetivo é discutir questões sócio-políticas, econômicas e ambientais e relacionadas à saúde.

Participam do evento grandes empresários, chefes de estado e políticos de relevância, além de importantes personalidades públicas, como ativistas e líderes religiosos.

Dez Habilidades para profissionais do futuro

Além das profissões do futuro, o Fórum Econômico Mundial também propôs dez habilidades que serão fundamentais para profissionais no futuro. Confira:
  1. Pensamento analítico e inovação;
  2. Solução de problemas complexos;
  3. Análise e pensamento crítico;
  4. Criatividade, originalidade e iniciativa;
  5. Argumentação, solução de problemas e ideação;
  6. Aprendizado ativo e estratégias de aprendizagem;
  7. Resiliência, tolerância ao stress e flexibilidade;
  8. Liderança e influência social;
  9. Uso, monitoramento e controle da tecnologia;
  10. Design de tecnologia e programação.

O que cada habilidade significa?

Como podemos observar, as habilidades se referem a quatro grandes áreas: solução de problemas, autogestão, trabalhar com pessoas e uso e desenvolvimento de tecnologia.

O bom profissional deverá ser capaz de olhar para os desafios do presente e propor soluções inovadoras e não convencionais. Um exemplo disso são empresas como Google, Microsoft e Dropbox que oferecem serviços de armazenamento na nuvem para evitar mídias físicas, como HD externo e Pen Drive, que possuem o risco de serem perdidas e danificadas.

Porém, engana-se quem pensa que profissionais criativos são limitados apenas ao Design, Publicidade e Tecnologia. Qualquer área precisa dessa aptidão.

Por exemplo, na área financeira, o Banco Central do Brasil desenvolveu o PIX, que é um novo tipo de transferência de dinheiro instantânea e gratuita por meio digital.

A autogestão é quando o colaborador tem iniciativa e autonomia para aprender novas habilidades e, assim, participar ativamente dos processos da empresa.

Saber trabalhar em equipe refere-se a lidar com diferentes pessoas e suas visões de mundo distintas, desenvolvendo a chamada "inteligência emocional”. Empresas só se beneficiam com equipes plurais e focadas num objetivo comum.

Já o uso e desenvolvimento de tecnologia implica, sobretudo, em ser um profissional flexível e aberto para novidades. A área da contabilidade, por exemplo, mudou muito nos últimos anos com a chegada de softwares que automatizam os cálculos. Assim, foi preciso se reinventar e adquirir habilidades analíticas para saber interpretar e utilizar os números obtidos.

Estude na EAD UNIPAM

O UNIPAM possui 53 anos de história sendo referência em inovação no país.

A EAD UNIPAM oferece uma experiência de aprendizado singular, que prepara os profissionais para os desafios do mercado de trabalho, estimulando diversas capacidades como inovação, empreendedorismo e liderança.

Além disso, ao escolher um curso EAD, você tem mais flexibilidade, podendo escolher quando e onde estudar. Ainda, é possível conciliar os estudos com outras atividades, como o trabalho.

Ficou interessado? Conheça os cursos da EAD UNIPAM e impulsione o seu futuro agora mesmo!

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action
cursos empreendedorismo

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT